Mucahit Yapici/AP Photo
Mucahit Yapici/AP Photo

seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Plano de ação para aliviar mercados está pronto, diz ministro turco

Segundo Berat Albayrak, das Finanças, governo não pretende confiscar depósitos em moeda estrangeira ou converter tais depósitos para a lira turca

Agências, Associated Press

12 de agosto de 2018 | 21h12

ISTAMBUL - O ministro das Finanças da Turquia, Berat Albayrak, afirmou neste domingo, 12, que o governo preparou "um plano de ação" visando aliviar as preocupações do mercado que levaram a uma desvalorização da moeda local. Em entrevista ao jornal Hurriyet, ele disse também que o governo não tem planos de confiscar depósitos em moeda estrangeira ou converter tais depósitos para a lira turca.

+ Presidente da Turquia se opõe a subir juros mesmo com lira em queda

"Na segunda-feira de manhã, nossas instituições tomarão as medidas necessárias e vamos compartilhar os anúncios necessários com os mercados", disse Albayrak. "Todas as nossas precauções e planos de ação estão prontos", acrescentou ele, sem detalhar.

A Turquia vem enfrentando turbulências devido a incertezas sobre a política econômica do país e ao aumento das tensões entre o país e governo americano. Na última sexta-feira, 10, o dólar subiu 15,65% ante a lira turca, após o anúncio do presidente dos EUA, Donald Trump, de que irá dobrar tarifas sobre o aço e alumínio turcos e em meio a uma iminente crise cambial que gera preocupações em todo território europeu. O valor da moeda já caiu mais de 40% desde o início do ano.

Mais cedo, o presidente Recep Tayyip Erdogan alertou para "medidas drásticas" caso as empresas retirem moeda estrangeira dos bancos. Durante discurso na cidade de Trebizonda, no nordeste da Turquia, o presidente turco disse aos empresários para não "correrem para os bancos para retirar moeda estrangeira". Ele acrescentou que as empresas devem "saber que manter esta nação viva e em pé não é apenas o nosso trabalho, mas também o trabalho de industriais, de comerciantes".

+ EUA estão 'errados' em ameaçar Turquia após Trump dobrar tarifas, diz Erdogan

Durante o discurso deste domingo, Erdogan reiterou as alegações anteriores de que a crise era "uma operação contra nossa economia conduzida por meio de taxas de câmbio" e disse que a Turquia prevaleceria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.