seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Plano de emergência da Varig deve ser anunciado ainda nesta quinta

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou nesta quinta-feira que pretende divulgar no mesmo dia um boletim do primeiro dia da nova etapa do plano de emergência, montado para atender os passageiros da Varig até o próximo dia 3 de julho. O plano é resultado do anúncio feito na quarta-feira à noite pela direção da aérea de reduzir à metade sua malha de rotas, originalmente com 46 destinos. Foram suspensos pela Varig, pelo menos até a próxima segunda-feira, nove rotas internacionais e 12 domésticas.Segundo a Anac, "o plano de emergência consiste no endosso dos bilhetes da Varig por outras companhias aéreas". A Anac também resolveu, nessa etapa, manter a coordenação das ações do plano centralizada na sede do órgão no Rio de Janeiro, com técnicos da Anac acompanhando as atividades da Varig dentro da empresa e fiscais nos aeroportos monitorando o atendimento dos usuários da companhia. Detalhamento A agência, no entanto, informou que não fará comentários sobre a decisão do juiz Luiz Roberto Ayoub, da 8ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, de enviar o detalhamento da proposta de compra da Varig pela VarigLog, no valor de US$ 500 milhões, ao Ministério Público e ao administrador judicial da empresa, a Deloitte, para análise. Havendo aval dos analistas, ainda existe a necessidade de uma nova assembléia de credores e um leilão para formalizar a compra.De acordo com o advogado da ex-subsidiária de logística e cargas da companhia aérea, Leonardo Viveiros, "conceitualmente, todos os esclarecimentos que a Justiça havia pedido foram entregues e não haveria mais necessidade de maiores pedidos de explicações".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.