Plano de sobrevivência

Independência: Para garantir a sobrevivência da empresa mesmo com uma eventual falência da GM americana, a Opel passará a ser uma unidade independente, com sede na Alemanha. A GM continuará sendo a maior acionista, mas, pelo plano, pode abrir mão de até 50% das ações Ajuda extra: A direção da Opel calcula precisar de uma injeção de recursos de aproximadamente US$ 4,2 bilhões para conseguir sobreviver. O governo alemão já se mostrou favorável a uma ajuda à subsidiária da General Motors, desde que ela se tornasse uma empresa europeia

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.