Plano para salvar Delphi é aprovado

O plano de reestruturação da fabricante de autopeças Delphi foi aprovado pelo juiz Robert Drain. A decisão permitirá que a empresa saia da moratória em que se encontra desde 2005. Antes disso, ela precisa fechar o acordo com várias instituições financeiras para a concessão de créditos de US$ 6,1 bilhões, além de firmar um Acordo de Investimento com um grupo de investidores que devem aplicar até US$ 2,5 bilhões na empresa. A maioria das fábricas nos EUA e uma no México serão fechadas e as operações, transferidas para países de mão-de-obra barata. Um total de 27 mil dos 33 mil funcionários serão cortados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.