Vazamento na plataforma P-40 já foi controlado, diz Petrobrás

Segundo o sindicato dos petroleiros, a unidade no campo Marlim Sul foi paralisada após 'problemas no controle automatizado seguido de um vazamento de gás'

Antonio Pita , O Estado de S. Paulo

15 de junho de 2015 | 17h59

Atualizado às 19h48

RIO - A Petrobrás informou que o vazamento ocorrido na plataforma P-40 foi controlado e que trabalha para normalizar a produção. Segundo a estatal, o vazamento ocorreu por volta das 19 horas de ontem, em uma linha de transmissão da unidade, localizada no campo de Marlim Sul, na Bacia de Campos, a 110 quilômetros da costa do Rio. 

"Todas as providências foram tomadas imediatamente, o vazamento foi rapidamente controlado e a equipe que trabalhava na plataforma permaneceu em total segurança. O reparo da tubulação já foi concluído e a produção está em processo de normalização", informou a companhia. "A ocorrência já foi informada às autoridades competentes e a Petrobrás constituirá uma comissão para identificar as causas do vazamento", completou. 

O Sindicato de Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF) informou nesta segunda-feira a paralisação da produção da plataforma P-40, da Petrobrás, após "problemas no controle automatizado seguido de um vazamento de gás". 

A P-40 é uma das três unidades que produzem no campo, responsável, em abril, pela produção total de 184 mil barris de óleo equivalente por dia. Somente a P-40, segundo o Sindipetro-NF, produz em média 45 mil barris de óleo por dia e 1,2 milhões de metros cúbicos de gás natural diariamente.

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.