Plosser, do Fed, diz que inflação nos EUA não está muito longe da meta

A inflação nos Estados Unidos não está muito longe da meta do Federal Reserve de 2 por cento, enquanto o impacto da recente alta do dólar deve ser limitado, afirmou o formulador de política do banco central norte-americano Charles Plosser, nesta terça-feira.

REUTERS

11 de novembro de 2014 | 07h23

"Estamos abaixo da nossa meta de 2 por cento, o que é alguma preocupação, mas não estamos muito abaixo", afirmou Plosser em entrevista à CNBC.

"E a maioria das pessoas no Fomc (Comitê Federal de Mercado Aberto), eu incluído, antecipa que ao longo do tempo ela vai flutuar de volta para cima."

Sobre o impacto da alta do dólar, acrescentou: "Pode haver algumas reverberações do dólar mais alto, mas eu acho que vão ser relativamente pequenas".

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFEDPLOSSER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.