PM detém presidente e dirigentes da Força Sindical

O presidente em exercício da Força Sindical, Miguel Torres, e o secretário-geral da Central, João Carlos Gonçalves, o Juruna, foram detidos nesta terça-feira durante uma assembleia de trabalhadores na porta da metalúrgica Aratell, na zona leste da capital paulista. De acordo com nota da Força Sindical distribuída à imprensa, eles e outros integrantes da Central foram detidos pela Polícia Militar (PM) por obstruir via pública.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

18 de setembro de 2012 | 11h44

Também foram detidos o diretor do sindicato David Martins, uma assessora da central que filmava e fotografava a assembleia de trabalhadores e o motorista do caminhão de som. Todos foram levados para a 18ª Delegacia de Polícia (DP), na Mooca, e depois transferidos para a 31ª DP, na Vila Carrão, também zona leste da cidade. "Estávamos somente defendendo o direito de o trabalhador receber um salário melhor", disse Torres, na nota.

Tudo o que sabemos sobre:
deteçãoForça SindicalCentralSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.