PM retira manifestantes contra leilão do Madeira da Aneel

O Batalhão Especial da Polícia Militar do Distrito Federal retirou por volta das 9h50 desta segunda-feira, 10, todos os manifestantes que estavam dentro do prédio da Aneel impedindo a entrada de diretores do órgão, funcionários, jornalistas e demais pessoas envolvidas com o leilão da usina de Santo Antônio, do Rio Madeira, que ocorrerá nesta manhã. A expectativa era de que o prédio da Agência fosse liberado.  Segundo a Aneel, todos os investidores credenciados para participar da disputa já estão dentro das dependências da Agência, o que, em tese, permitirá a realização do leilão. A energia elétrica do prédio do órgão regulador foi cortada, por medida de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.