Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Poço da OGX tem volume entre 500 mi e 1,5 bi de barris

Em comunicado, a companhia de Eike Batista afirma que 'resultado revela grande potencial do bloco'

Agência Estado,

14 de outubro de 2009 | 09h54

A OGX informa ter finalizado a perfuração do primeiro poço no bloco BM-C-43. Como resultado da perfuração, iniciada no dia 17 de setembro, a empresa de petróleo e gás do Grupo EBX, do empresário Eike Batista, estima um volume de óleo recuperável entre 500 milhões e 1,5 bilhão de barris.

 

Veja também:

linkEike Batista negocia fatia da Vale e critica Agnelli 

 

A perfuração no poço 1-OGX-1-RJS, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos, ocorreu até uma profundidade de 2.347 metros, em lâmina d'água de 140 metros, conforme explica a empresa em comunicado ao mercado.

 

A sonda Ocean Ambassador, utilizada na perfuração deste poço, será deslocada para a próxima locação, o poço 1-OGX-2-RJS, no bloco BM-C-41 (sul da bacia de Campos), com previsão de início de perfuração na segunda metade deste mês.

 

"Este excelente resultado revela o grande potencial petrolífero dos nossos blocos, além de contribuir para a redução do risco exploratório dos próximos prospectos a serem perfurados na região", diz o diretor geral da OGX, Paulo Mendonça, na nota, ressaltando ainda que o término das atividades no poço em menos de um mês corrobora com a "otimização de recursos financeiros".

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoOGXBacia de Campos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.