finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Pode ter vazado informação sobre acordo com AES, admite Lessa

O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) , Carlos Lessa, disse hoje, na Comissão de Minas e Energia da Câmara, que pode ter havido vazamento de informações sobre o acordo em torno da negociação da dívida entre a AES Eletropaulo e a instituição."Me parece que houve vazamento, sim, porque as ações se valorizaram muito. Estou dando um palpite", disse Lessa, ao responder à pergunta do deputado João Pizzolatti. Ele não mencionou em que área teria havido o vazamento. Segundo Lessa, a equipe do BNDES envolvida na negociação operou de forma muito reservada. Lessa disse acreditar que também a AES tenha tido cautela. Lessa disse que informará à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) os nomes das pessoas que integram o seu gabinete e que participaram da negociação. "Ouso afirmar que deles não saiu nenhuma informação", assegurou. Segundo ele, se houver alguma confirmação de que o vazamento tenha sido por parte de funcionários do BNDES, eles serão submetidos ao código de ética. "Vazamento de informação é hoje uma operação lesiva e covarde", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.