Podemos e vamos resolver essa crise, diz Bush na Casa Branca

Após discurso do presidente americano sobre a turbulência global, bolsas pelo mundo caíram ainda mais

Da redação, com AP

10 de outubro de 2008 | 11h18

O presidente dos Estados Unidos,George W. Bush, disse nesta sexta-feira que o governo está agindo para resolver a crise  e restaurar a estabilidade nos mercados. "Temos uma variadade de ferramentas e vamos usá-las sem pudor. Podemos e vamos resolver esta crise", disse. O presidente americano fez o pronunciamento na Casa Branca, em meio a uma manhã tensa nos mercados financeiros mundiais. A Bolsa de São Paulo chegou a interromper o pregão. Mercados na Ásia, Europa e EUA estão em baixa. Após o discurso, as bolsas de valores pelo mundo caíram ainda mais.  Veja também:Como o mundo reage à crise Confira as medidas já anunciadas pelo BC contra a criseEntenda a disparada do dólar e seus efeitosEspecialistas dão dicas de como agir no meio da crise A cronologia da crise financeira Veja como a crise econômica já afetou o Brasil Ele disse que o plano de US$ 700 bilhões para o mercado financeiro aprovado na semana passada é agressivo e grande o suficiente, mas levará tempo para funcionar. Ainda de acordo com o presidente, a ansiedade sobre a instabilidade dos mercados está tornando a crise ainda pior.Bush foi ao jardim da casa Branca para assegurar aos americanos que o governo está fazendo tudo a seu alcance para resolver o problema. Ele reconheceu que a crise  causa preocupação nas pessoas, porque muitas delas têm suas poupanças em ações. O presidente americano ainda garantiu que está trabalhando intimamente com os parceiros do país ao redor do mundo para pôr um fim ao nervosismo nos mercados. "Estamos nisso juntos e saíremos disso juntos", afirmou. No sábado,Bush recebe ministros de Finanças do G-7, os sete países mais ricos do mundo para discutir a  turbulência global.    

Tudo o que sabemos sobre:
bushcrise financeirapronunciamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.