Reuters
Reuters

Polícia do DF investiga desvio de R$ 26 milhões do Banco do Brasil

Operação visa prender 17 pessoas suspeitas de envolvimento no esquema; também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2019 | 08h58

BRASÍLIA - A Polícia Civil do Distrito Federal lançou uma operação nesta quinta-feira, 9, para prender 17 pessoas suspeitas de envolvimento em um esquema de desvio de recursos e lavagem de dinheiro do Banco do Brasil no valor de pelo menos R$ 26 milhões, informou a polícia.

De acordo com a Polícia Civil do DF, a operação contra o grupo visa funcionários do Banco do Brasil e empresários vinculados a companhias de cobranças e dívidas da instituição financeira.

Também foram cumpridos 28 mandados de busca e apreensão na ação, incluindo os Estados de Goiás, São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso e Rio de Janeiro, além do Distrito Federal.

“Durante as investigações foi evidenciado que havia funcionários e ex-funcionários do banco fraudando repasses de valores a essas empresas de cobrança. Posteriormente as empresas retornavam parte das quantias aos funcionários do Banco do Brasil, como proveito do crime”, disse o delegado e coordenador da operação, Leonardo de Castro, em comunicado.

Segundo a Polícia Civil, o Banco do Brasil prestou todo o apoio necessário às investigações. Os crimes investigados ocorreram nos anos de 2017 e 2018, acrescentou a polícia. / Reuters

Tudo o que sabemos sobre:
Banco do Brasillavagem de dinheiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.