Instagram/ Reprodução
Instagram/ Reprodução

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Polícia do Rio prende suspeito de operar maior esquema de pirâmide financeira do País

Segundo a polícia, Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest, causou R$ 170 milhões de prejuízos a mais de 3 mil vítimas

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2020 | 10h53

RIO - Policiais civis da Delegacia de Defraudações (DDEF) prenderam nesta segunda-feira, 9, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, Jonas Jaimovick, dono da JJ Invest, suspeito de ser responsável pelo maior esquema de pirâmide financeira do Brasil e que tem entre suas vítimas os jogadores Zico e Júnior.

Segundo as investigações, a estimativa é de que a gestora de investimentos tenha provocado prejuízo de R$ 170 milhões a mais de 3 mil vítimas.

Jaimovick foi preso em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça Federal, após semanas de investigação e diligências, segundo a DDEF.

"Com o desejo de aumentar o número de clientes e, por consequência, os lucros, a operadora de investimentos oferecia às vítimas lucro de 10% a 15% por mês", informou a delegacia por meio da sua assessoria.

A JJ Invest ficou conhecida no cenário nacional após patrocinar times de futebol e jogadores. Em um dos inquéritos investigados na Delegacia de Defraudações, onde foram ouvidas cerca de 60 vítimas, calcula-se prejuízo de aproximadamente R$ 30 milhões.

Segundo as investigações, existem processos contra a empresa em São Paulo, Maranhão, Recife, Ceará e outros Estados. Somente no Rio, o proprietário da empresa responde a mais de 30 inquéritos. Além disso, diversas vítimas entraram com processos na Justiça contra a empresa.

Oito pessoas envolvidas que obtiveram lucro com a pirâmide financeira também foram indiciadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.