Polícia faz busca na sede da Ahold na Holanda

Autoridades judiciais da Holanda realizaram hoje uma busca na sede da Royal Ahold, em Amsterdã. A empresa é dona da rede de supermercados BomPreço no Brasil, e colocou a rede, cuja presença é mais forte na região Nordeste, à venda. A Justiça holandesa está aprofundando as investigações sobre irregularidades contábeis na empresa, que inclui falsificação de publicação de resultados anuais incorretos. A Promotoria também realizou uma busca nos escritórios da Deloitte & Touche Tohmatsu International, consultoria da Ahold na Holanda. As suspeitas surgiram após a Ahold enviar aos promotores cartas paralelas e adendos de contratos relacionados à consolidação de joint ventures na Escandinávia e na América Latina. A Ahold considerou inapropriado dar mais detalhes sobre a investigação antes de sua conclusão. Em fevereiro, a Ahold revelou um grande escândalo financeiro em sua unidade FoodService, nos EUA, onde irregularidades contábeis inflaram o resultado da empresa em US$ 856 milhões nos últimos três anos. A revelação e suspeitas de transações ilegais na Disco, sua unidade na Argentina, e de falhas na consolidação de joint ventures européias provocaram a renúncia do executivo-chefe da empresa, Cess van der Hoeven, e do diretor-financeiro, Michiel Meurs.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.