Polícia faz nova prisão em caso de escândalo no Société Générale

Policiais prenderam nesta quarta-feiraoutro funcionário do banco Société Générale como parte doprocesso que investiga irregularidades nas transações dosegundo maior banco com ações em bolsa da França. Osinvestigadores identificaram o funcionário como um dos tradersde uma das subsidiárias do banco. Em janeiro, o Société divulgou 4,9 bilhões de euros emperdas que o banco afirma terem sido causados porirregularidades causadas por Jerome Kerviel, um trader de 31anos. As perdas declaradas tornaram o banco francês alvo deofertas de compra. A emissora de rádio Europe 1 informou que os policiaisprenderam um funcionário da área de trading do Société comoparte da investigação em curso. "Um ex-colega de Jerome Kerviel foi preso nesta manhã",informou a rádio. Um porta-voz do banco informou que a políciafez uma busca na área de trading e levou uma pessoa parainvestigação. Kerviel foi colocado sob investigação por quebra deconfiança, abuso do uso de microcomputadores da instituição efalsificação. Ele está atualmente detido em uma prisão deParis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.