bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Polícia faz operação contra crimes contra o INSS no RN

Quadrilha composta por servidores, advogados e intermediários se especializaram em fraudar benefícios

Paulo R. Zulino, do estadao.com.br,

04 de outubro de 2007 | 14h48

A força-tarefa composta pela Polícia Federal, Ministério da Previdência Social e Ministério Público deflagrou nesta quinta-feira, 4, a Operação Via Salária, que visa pôr fim a uma quadrilha que fraudava benefícios do INSS na cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte e adjacências. A investigação, iniciada em 2006, revelou que a quadrilha era composta por servidores do INSS, advogados e intermediários que se especializaram em fraudar benefícios como salário-maternidade, pensão por morte, auxílio-reclusão e aposentadoria por idade, todos gerenciados pela Previdência Social. Estima-se em R$ 4 milhões o prejuízo causado aos cofres públicos. Um dos mentores intelectuais das fraudes foi preso em Catolé do Rocha, na Paraíba, na Operação Cárcere, deflagrada no último dia 27 de setembro. A ação desta quinta conta com 130 policiais e 10 servidores do INSS que cumprirão cerca de 20 mandados de prisão e 20 de busca e apreensão nas cidades de Mossoró, Areia Branca e Baraúna, no Rio Grande do Norte, e Aracati, no Ceará. O nome da operação - Via Salária - é uma referência ao recebimento de "salários" irregulares na Terra do Sal, como é conhecido o Rio Grande do Norte, inspirado no fato de que, na antiguidade romana, parte dos salários dos soldados era paga em sal.

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Via Salária

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.