Polícia Federal esteve em escritório da Cisco Systems

Segundo um porta-voz norte-americano, companhia está colaborando com as autoridades brasileiras

Patrícia Fortunato, Agencia Estado

16 de outubro de 2007 | 18h26

A Polícia Federal brasileira e representantes da Receita Federal fizeram incursão nos escritórios da companhia de equipamentos Cisco Systems nesta terça-feira, 16, afirmou um porta-voz da companhia na Califórnia (EUA). A fonte, contudo, não confirmou se a ação policial está relacionada a uma investigação realizada pela Polícia Federal brasileira sobre contrabando batizada de "Persona". "Estamos cooperando totalmente com as autoridades", afirmou outra fonte da Cisco, também locada nos EUA.   PF realiza operação contra sonegação em SP, RJ e BA PF prende 40 ligados a esquema de fraudes em importações Representantes do governo brasileiro disseram, em entrevista, que a polícia e autoridades da Receita fizeram uma incursão nos escritórios de uma grande multinacional norte-americana e que prenderam o executivo-chefe e o diretor da companhia. As prisões fazem parte da investigação sobre contrabando. Contudo, a Polícia Federal não revelou nem o nome da companhia nem o das pessoas envolvidas. As autoridades brasileiras acusam um grupo de empresários brasileiros, entre eles os funcionários da multinacional norte-americana de nome não revelado, de montarem um esquema de evasão de Imposto de Importação. Durante cinco anos, o grupo importou 50 toneladas métricas de mercadorias, que podem gerar um pagamento futuro de impostos de R$ 1,5 bilhão. De acordo com uma fonte da Policial Federal, os funcionários da multinacional envolvida, e não a companhia, serão responsabilizados por quaisquer crimes cometidos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.