Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Polícia intervém em greve de cortadores de cana no interior de SP

A Polícia Militar entrou em alerta para prevenir tumultos na greve dos cortadores de cana da usina Gasa, em Andradina, na noroeste do Estado, divisa de São Paulo com Mato Grosso do Sul. Viaturas da PM e da Polícia Rodoviária foram nesta sexta-feira para frente da usina, na tentativa de impedir piquetes como os de quinta, quando centenas de trabalhadores bloquearam a passagem de veículos no local.Mil e duzentos trabalhadores rurais estão em greve há quatro dias por melhores salários. Eles paralisaram o corte e o plantio da cana e estão reunidos para fazer nova manifestação de protesto contra a usina, possivelmente uma passeata pelas ruas de Andradina.A situação ficou mais tensa nesta sexta porque a usina conseguiu na Justiça liminar proibindo os sindicalistas de entrar nas propriedades da empresa e ainda boicotou o movimento grevista ao não ceder mais os ônibus para o transporte dos trabalhadores. Além disso, as reuniões para discutir as propostas de aumento salarial, foram cortadas nesta sexta-feira pela usina, dizem os sindicalistas.A Polícia Militar informou que está em alerta para evitar conflitos, uma vez que cortadores de cana podem usar ferramentas - os facões de cortar cana - em caso de confronto.O controlador da usina, o grupo Cosan, é o mais rico e influente do setor sucroalcooleiro, com 17 usinas e faturamento superior a R$ 2,5 bilhões por safra.Os trabalhadores querem equiparação com o salário de outras usinas. Eles alegam que o salário de R$ 401,00, pago pela Cosan, é o menor do estado de São Paulo. A empresa nega a informação e diz que as negociações para se estabelecer novo piso estão em andamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.