Política de juros prejudicou PIB, diz CNI

Poucos minutos após a divulgação do resultado do PIB do terceiro trimestre, o vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Carlos Eduardo Moreira Ferreira, afirmou que o crescimento poderia ser bem maior se o País não tivesse enfrentado uma "política perversa de juros". "Os índices (de crescimento) estão muito baixos. Precisamos crescer. E para isso precisamos concluir as reformas e não deixar que a (reforma) tributária seja apenas para aumentar o caixa do governo", disse Moreira Ferreira, ao chegar à CNI para o seminário sobre Empreendorismo e Gestão de Pequenas Empresas. De acordo com dados divulgados nesta manhã pelo IBGE, o PIB brasileiro cresceu 0,4% no terceiro trimestre ante o segundo e o PIB industrial aumentou 2,7% na mesma base de comparação. Na opinião do empresário, o governo deveria incentivar outros setores da economia além do agrobusiness como a construção civil, que, para Moreira Ferreira, é uma alavanca de emprego e crescimento econômico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.