População defende continuidade das manifestações

Quase dois em cada três franceses apoia a continuidade dos protestos, mesmo se a reforma da previdência for aprovada. Segundo pesquisa do instituto BVA, 59% defendem a mobilização popular. "As sondagens também indicam que 54% desejam o bloqueio econômico do país", diz Gaël Sliman, diretor do Polo Opinião. "Se Sarkozy persistir, a tendência é que permaneça um grande rancor na opinião pública. O processo eleitoral de 2012 tende a se tornar um plebiscito sobre a continuidade ou não do presidente", entende Sliman.

Andrei Netto CORRESPONDENTE / PARIS, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.