População grega protesta antes de inspeção econômica

O grupo de inspetores da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional (FMI) e Banco Central Europeu (BCE) deverá chegar em Atenas por volta do meio-dia, para avaliar se o país tem condições de receber a próxima parcela do pacote de ajuda financeira. A visita das autoridades ocorre em meio a uma onda de protestos da população local, enquanto o governo estuda novas medidas de austeridade para assegurar o recebimento da ajuda.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

29 de setembro de 2011 | 09h05

Mais cedo, dezenas de manifestantes ocuparam o Ministério das Finanças da Grécia, em um esforço para impedir que os inspetores entrem no edifício, enquanto o gabinete da Grécia estava previsto para discutir cortes nos salários dos funcionários públicos, entre outras ações, a fim de reduzir o déficit orçamentário.

"Nós esperamos realizar as primeiras reuniões (com os inspetores) no final da tarde, mas a hora exata não foi decidida ainda", disse um funcionário do ministério das Finanças da Grécia. "Enquanto isso, a reunião de gabinete pode ir até tarde."

Um funcionário do Ministério das Finanças afirmou que a Grécia espera concluir essas conversações mais tardias durante o fim de semana, antes da reunião dos ministros das Finanças europeus no dia 3 de outubro, em Luxemburgo. Se os inspetores aprovarem o plano orçamentário da Grécia, uma reunião separada dos ministros das Finanças está prevista para meados de outubro para aprovar o mais recente desembolso de ajuda ao país. Na segunda-feira, a Grécia deverá apresentar seu plano para o orçamento de 2012 ao Parlamento. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Gréciacriseajudatroica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.