finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Por determinação da Justiça, Zara tira de vitrines raio que é símbolo da Zoomp

De acordo com o processo, a Zoomp pediu a retirada das imagens porque elas confundem o consumidor, que poderia deduzir que a Zara vende produtos da marca

Economia & Negócios,

17 de abril de 2012 | 11h24

SÃO PAULO - A Justiça determinou que a rede de lojas Zara retire de suas vitrines a imagem de um raio que faz alusão a marca Zoomp, sob pena de pagar multa de R$ 5 mil por cada dia e loja que descumprir a decisão.

De acordo com o processo, a Zoomp pediu a retirada das imagens porque elas confundiriam o consumidor, que poderia deduzir que a Zara vende produtos da Zoomp, em recuperação judicial desde 2009. A Zoomp afirma que apesar de os raios utilizados nas vitrines das lojas Zara não serem amarelos, como o símbolo da Zoomp, ainda haveria concorrência desleal. Segundo Zoomp, a grife de jeans registrou tanto a imagem colorida quanto a em preto e branco no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

A assessoria de imprensa da Zara informou que a empresa não teve a intenção de copiar a Zoomp e a decisão judicial será integralmente cumprida.

No mesmo processo, a Zoomp ainda pede indenização por uso indevido da marca, mas não estabeleceu o valor.

Tudo o que sabemos sobre:
ZaraZoompraiovitrinelojashopping

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.