Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Por lei, Canadá deverá importar etanol, diz associação

O Canadá precisará importar etanol para atender ao decreto do governo para combustíveis renováveis em 2010, segundo a Associação de Combustíveis Renováveis do Canadá (CRFA, na sigla em inglês). O governo do país estima que 2 bilhões de litros de etanol precisarão ser produzidos por ano, enquanto a produção local fica em torno de 1,73 bilhão de litros.

AE, Agencia Estado

26 de outubro de 2009 | 20h23

O presidente da CRFA, Gordon Quaiattini, lembrou que a exigência de que 5% dos combustíveis tenham origem renovável será implantada pelo governo federal a partir de 1º de setembro de 2010 e corresponde tanto a etanol quanto a biodiesel. Ele disse que o processo para aprovação do regulamento está em desenvolvimento. Espera-se que a explanação final sobre o decreto para combustíveis renováveis venha a público em dezembro.

"Há algumas usinas de etanol em processo de expansão que eventualmente ajudarão a aumentar a capacidade para algo perto dos 2 bilhões de litros exigidos", disse Quaiattini. "No entanto, a realidade é que será necessário importar algum etanol, apesar de todos esses projetos e do fato de que o governo provavelmente acrescentará mais reformas para fontes ecológicas de energia." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Canadáleietanolimportação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.