Porsche aumenta sua participação na Volkswagen a 30,9%

O fabricante alemão de veículos esportivos Porsche informou nesta segunda-feira, 26, que aumentou sua participação na Volkswagen a 30,9% após executar uma opção de compra de 3,6% das ações ordinárias.Com a operação, a Porsche aumentou seu pacote acionário no maior produtor automobilístico da Europa acima de 30%, e por isso deverá lançar uma oferta pública de aquisição sobre a Volkswagen, como obriga a legislação de ações alemã.A Porsche informou no sábado, 24, que não tem interesse em adquirir a totalidade da Volkswagen, por isso oferecerá o preço mínimo estabelecido por lei de 100,92 euros por ação ordinária, notavelmente abaixo do preço das ações da VW no fechamento de sexta-feira, de 117,70 euros.A Porsche explicou que o cenário deste aumento da participação acima dos 30% é o previsto desaparecimento da chamada "Lei Volkswagen", uma espécie de "ação de ouro" que limita os direitos de voto de um acionista a 20%, mesmo que tenha uma participação maior.O presidente da Porsche, Wendelin Wiedeking, disse ao jornal Bild que, com esta operação, "quer evitar o desmembramento do consórcio Volkswagen", já que, se um fundo de alto risco dividir o grupo em partes e as levar à bolsa, a empresa "poderia perder seu sócio mais importante".A "Lei Volkswagen" assegura ao Estado federado da Baixa Saxônia, que possui 20,5% dos títulos da VW, o direito de voto majoritário sobre os demais acionistas. Bruxelas, porém, se opôs a esta situação por considerar que não respeita a livre circulação de capitais e a liberdade de estabelecimento, por isso a norma pode desaparecer.Com suas participações, a Porsche, a própria Volkswagen e a Baixa Saxônia somam uma maioria que pode frear compras hostis por parte de grupos financeiros estrangeiros.Em meados de novembro de 2006, a Porsche aumentou a participação na VW a 27,3% e disse na época que desejava aumentar seu pacote acionário a 29,9%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.