bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Porto Alegre tem cesta mais cara do Brasil, segundo Dieese

A cidade de Porto Alegre apresentou a cesta básica mais cara do País em julho, conforme mostrou nesta quinta-feira a Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada em 16 capitais pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). No fechamento do mês passado, o custo médio da cesta na capital gaúcha atingiu R$ 171,02, o que representou alta de 1,60% sobre o valor verificado em junho e fez com que a cidade ultrapassasse São Paulo no ranking das cestas brasileiras com valor mais expressivo.A capital paulista, que liderou o ranking durante cinco meses consecutivos, ficou logo abaixo de Porto Alegre e foi beneficiada pela queda de 1,05% em julho no preço da cesta básica para R$ 170,50, com impacto direto das reduções de preços do tomate (-10,18%), feijão carioquinha (-5,48%), café em pó (-2,64%), açúcar refinado (-1,20%) e carne bovina de primeira (-1,19%). A alta de 20,62% no preço do arroz foi apontada pela pesquisa como fator importante para a elevação do conjunto geral em Porto Alegre.O levantamento do Dieese mostrou que o preço da cesta básica nessas duas cidades brasileiras está bem acima do verificado nas demais. Em julho, os valores médios que mais se aproximaram foram vistos em Brasília (R$ 162,28), Florianópolis (R$ 160,31), Rio de Janeiro (R$ 159,68), Curitiba (R$ 157,86) e Belo Horizonte (R$ 156,75).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.