Porto de Santos atinge recorde de movimentação

Fluxo de cargas negociadas no porto paulista atingiu 89 milhões de toneladas nos 11 primeiros meses deste ano

Agência Estado,

29 de dezembro de 2011 | 16h56

SÃO PAULO - A movimentação de cargas no Porto de Santos atingiu novo recorde entre janeiro e novembro. Com leve alta de 0,02% sobre o mesmo período do ano passado, o volume transacionado a partir do porto paulista atingiu cerca de 89 milhões de toneladas nos 11 primeiros meses deste ano. Segundo dados da Companhia Docas do Estado São Paulo (Codesp), responsável pela administração do local, as exportações corresponderam a 64,8% do total movimentado no período (57,63 milhões de toneladas).

Os principais destaques ficaram por conta do açúcar, da soja e do milho. No acumulado até novembro, os três produtos movimentaram 15,96 milhões de toneladas, 11,16 milhões de toneladas e 4,32 milhões de toneladas, respectivamente. "A soja sobressaiu-se pelo crescimento de 6% na comparação com o mesmo período de 2010", destacou a Codesp.

As importações responderam por 31,20 milhões de toneladas, ou aproximadamente 35,1% da movimentação, com uma alta de 7,2% em relação ao mesmo período do ano passado. "O adubo manteve o expressivo crescimento observado nos últimos onze meses, chegando a 3,40 milhões de toneladas", citou a Codesp em comunicado. O volume representa um incremento de 73,1% em relação ao mesmo intervalo do ano passado.

O Porto de Santos movimentou US$ 108,5 bilhões em mercadorias no período, sendo US$ 57,6 bilhões em exportações e US$ 50,9 bilhões em importações. Nas exportações, os destaques foram os Estados Unidos e a China, com US$ 6,02 bilhões (10,5% do total exportado) e US$ 6,01 bilhões (10,4%), respectivamente. Nas importações, os dois países voltaram a se destacar, com US$ 8,85 bilhões (17,4% do total importado) e US$ 8,76 bilhões (17,2%), respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
Porto de Santoscargasmovimentação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.