Porto de Santos tem no 1º semestre o maior movimento já registrado para o período

A movimentação de 44,8 milhões de toneladas nos seis primeiros meses de 2010 representam uma alta de 16,6% sobre a movimentação de igual intervalo do ano passado

Michelly Chaves Teixeira, da Agência Estado,

27 de julho de 2010 | 12h14

O Porto de Santos atingiu no primeiro semestre de 2010 o maior movimento já registrado para o período, totalizando 44,8 milhões de toneladas. Trata-se de uma alta de 16,6% sobre a movimentação de igual intervalo do ano passado. Em nota, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) diz que o bom desempenho no primeiro semestre deste ano levou à revisão da projeção anual, que deve superar 93,0 milhões de toneladas.

O acréscimo de 49,6% nas cargas de importação contribuiu para esse resultado. Já as mercadorias de exportação cresceram 5,3% sobre o intervalo de janeiro a junho de 2009.

De acordo com a Codesp, todas as movimentações mensais registradas ao longo do primeiro semestre foram recordes para seus respectivos meses. A carga em contêineres cresceu em torno de 17,0% sobre o primeiro semestre de 2009, chegando a 1,2 milhão de TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), patamar semelhante ao atingido em 2008 (1,2 milhão de TEU), antes dos efeitos da crise econômica mundial.

Dentre as cargas de exportação, destacaram-se as de açúcar: 7,8 milhões de toneladas, com 12,6% de alta. Quando se olha para as cargas de importação, ganha relevância o carvão, com 63,6% de avanço, e o enxofre, alta de 63,8%. Os embarques e descargas de veículos também foram expressivos, totalizando 160,9 mil unidades, 85,1% acima sobre o movimento de igual período do ano passado.

Apesar do significativo aumento na movimentação de cargas, o número de navios que aportaram em Santos diminuiu 2,1% ante o mesmo período de 2009, "já denotando os efeitos da manutenção das profundidades no complexo santista", segundo a Codesp.

As principais origens dos produtos que chegaram ao Porto de Santos no primeiro semestre foram os Estados Unidos (25,6% do total das importações), Argentina (8,6%), China (8,1%), Alemanha (4,4%) e Austrália (3,8%). Os destinos das mercadorias exportadas através de Santos foram, principalmente, China (24,1%), Países Baixos (7,0%), Rússia (4,6%), Estados Unidos (4,2%) e Índia (3,8%).

Tudo o que sabemos sobre:
portocargaSantosCodesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.