Portugal aprova orçamento 'austero' para 2012

O Parlamento de Portugal aprovou nesta quarta-feira um orçamento bastante austero para 2012, no momento em que o país busca controlar suas contas e se preparar para voltar a crescer no futuro, em troca de um pacote de ajuda de 78 bilhões de euros que está recebendo. As medidas impostas pelo pacote incluem um duro corte nos salários do setor público, o aumento nos impostos sobre produtos e serviços e cortes em gastos com saúde e educação.

GABRIEL BUENO, Agencia Estado

30 de novembro de 2011 | 11h41

O governo afirma que as medidas de austeridade são necessárias para reduzir o déficit para 5,9% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano e 4,5% do PIB no próximo. Em 2010, esse déficit ficou em 9,8% do PIB. As medidas rápidas e duras, porém, levarão Portugal à recessão. A expectativa é que a economia portuguesa se contraia 3% no ano que vem, enquanto o desemprego deve subir para 13,6%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Portugalorçamento2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.