Portugal diz que nunca foi sondado para substituir Palocci

O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Murilo Portugal, negou hoje que tenha sido sondado em algum momento para substituir o titular da pasta, Antonio Palocci, acusado pelo advogado Rogério Buratti de receber propina de empresas de coleta de lixo durante o período em que administrou a Prefeitura de Ribeirão Preto (SP)."Nunca fui sondado e acho que essa circunstância não se coloca e nem se colocará", disse Portugal, em entrevista coletiva após participar do encerramento do "II Encontro Nacional de Administradores Tributários", em São Paulo. "O ministro Palocci já respondeu cabalmente as alegações que foram feitas e esse assunto está fora da pauta", acrescentou.Ao observar que o governo não pode "administrar declarações das pessoas", referindo-se a Buratti, o secretário disse, entretanto, "que as pessoas devem agir com sobriedade, ponderação". "Confiamos também na solidez dos fundamentos da nossa economia", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.