Portugal pode aliviar metas de déficit para 2014

O primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, afirmou nesta sexta-feira que o governo pode precisar aliviar as metas de déficit para 2014. "Não descartamos que uma maior flexibilidade das metas pode ser importante para 2014", disse ele ao Parlamento.

Agencia Estado

24 de maio de 2013 | 10h45

Os credores internacionais do país já concordaram duas vezes em dar mais tempo para que o governo reduza seu déficit orçamentário em meio a crescentes evidências de que as medidas de austeridade impostas na zona do euro estão atingindo as economias mais fortemente que o previsto.

Sob os termos do programa de resgate, Portugal deve cortar seu déficit orçamentário para 5,5% do Produto Interno Bruto (PIB) este ano e 4% em 2014, de cerca de 6,4% em 2012.

O premiê disse, no entanto, que a redução do déficit este ano está seguindo o prazo previsto. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Portugaldéficitmetas2014

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.