Portugal Telecom vai investir mais na África

A Portugal Telecom (PT) já traçou sua estratégia de crescimento para evitar ser alvo de compra. Além de investir no Brasil, sua prioridade, a empresa quer aumentar substancialmente sua presença na África. Para isso, segundo o diretor para investimentos internacionais da operadora, José Pedro Baptista, os planos da companhia são de desembolsar US$ 621 milhões no continente africano até 2010, em conjunto com o Helios Investment Partners - um dos mais importantes grupos de private equity da África subsaariana.No momento, a operadora portuguesa está "avaliando possíveis oportunidades" e poderia gastar mais do que isso, disse Baptista. O executivo, entretanto, diz não ter dúvidas de que o foco desses investimentos será no segmento de telefonia móvel e não na fixa, por causa da pouca infra-estrutura existente nesses países."Estamos cientes de que isso é importante para nós nesse momento para garantir lucros maiores, e não há crescimento sustentável sem crescimento geográfico", disse. Segundo ele, a África é a "prioridade número dois" da PT. O grupo conseguiu se desvencilhar de uma oferta hostil da Sonaecom, lançada no ano passado, mas pode não ter tanta sorte se enfrentar a aproximação de um concorrente maior. A estratégia africana pode ser nova, mas o Brasil ainda é o "principal alvo de crescimento" da Portugal Telecom por causa do tamanho do País, que oferece um "potencial mais imediato de crescimento", disse o executivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.