Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Portugal Telecom vende fatia no UOL para fundador da Hypermarcas

Operação, cujo valor não foi informado, não altera a estrutura de controle do provedor de acesso à web

Reuters,

30 de dezembro de 2010 | 09h55

O portal e provedor de acesso à Internet UOL informou na noite de quarta-feira, 29, que a Portugal Telecom vendeu o total de sua participação na companhia para uma empresa controlada por João Alves de Queiroz Filho, fundador da gigante de bens de consumo Hypermarcas.

A companhia portuguesa possui 34.571.362 ações da empresa de Internet, sendo 22.998.403 ordinárias e 11.572.959 preferenciais, equivalentes a 29 por cento do capital total.

Se considerado o preço de fechamento dos papéis preferenciais do UOL na quarta-feira, que foi de R$ 12,79, a Portugal Telecom receberia cerca de R$ 148 milhões por este grupo de ações.

Já as ações ordinárias da empresa não são negociadas em bolsa, por estarem totalmente concentradas entre sócios privados - sendo 61,7% nas mãos da Folhapar e 38,3% da Portugal Telecom-, impedindo o cálculo estimado do valor da operação como um todo.

Após vender sua fatia na Vivo à espanhola Telefónica por € 7,5 bilhões, no final de julho, a Portugal Telecom adquiriu participação minoritária na Oi, negócio que deve ser concluído até ao final do primeiro trimestre de 2011.

Maior grupo de telecomunicações do Brasil, a Oi é detentora do portal IG, um dos principais concorrentes do UOL no mercado brasileiro de Internet.

"A conclusão da aquisição e transferência das ações devem ser implementadas com a renúncia ao direito de preferência que a Folhapar detém na aquisição das ações do UOL", conforme documento ao mercado.

Ainda segundo o comunicado, a operação não altera a estrutura de controle ou de administração do UOL, que não revelou os valores envolvidos no negócio.

Diveo

Também na noite de quarta-feira, o UOL anunciou a conclusão da compra da norte-americana Diveo Broadband Networks (DBNI), por meio de sua subsidiária DH&C, por R$ 693,5 milhões à vista.

Um valor adicional de R$ 19,4 milhões foi depositado em conta-garantia para futuros ajustes, informou o UOL na véspera.

A aquisição, que teve acordo firmado em 13 de dezembro, será realizada nos Estados Unidos, envolvendo a DH&C Merger Sub, subsidiária integral da DH&C, e a DBNI, especializada em centros de dados e hospedagem de websites nos mercados brasileiro e colombiano.

(Por Vivian Pereira)

Texto atualizado às 12h00

Tudo o que sabemos sobre:
UOLPortugal Telecominternet

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.