Português Ongoing negocia compra do iG

Segundo fontes, nome do novo dono do portal, que hoje pertence à operadora de telecomunicações Oi, pode ser anunciado nesta semana

ROBERTA SCRIVANO, O Estado de S.Paulo

27 de março de 2012 | 07h44

O grupo português Ongoing, que tem a segunda maior participação no capital da Portugal Telecom (PT) e é dono do jornal 'Brasil Econômico', negocia a compra do portal de notícias iG. A empresa portuguesa não confirmou oficialmente a informação, mas uma fonte ligada à empresa disse que o negócio pode sair ainda nesta semana.

Procurado, o iG informou que não se pronuncia sobre o assunto por ser de responsabilidade da Oi, sua controladora. A Oi, por sua vez, disse apenas que não confirma que a informação.

Alguns indícios dão força à possibilidade de venda ao grupo europeu. O site do jornal Brasil Econômico, por exemplo, está hospedado no domínio iG há algumas semanas. Na parte superior das páginas online do diário já há a logomarca do iG, bem como links que remetem ao portal.

Mais do que isso, o grupo Ongoing tem relação próxima ao iG porque é sócio da PT - uma das controladoras da Oi, segundo explicou o membro da diretoria da empresa portuguesa. "Isso auxilia no andar da negociação", explicou. Segundo outra fonte do mercado, as conversas ainda não foram concluídas.

Desde sua chegada ao Brasil, no segundo semestre de 2009, o grupo Ongoing tem tentando expandir a sua participação no controle de meios de comunicação no Brasil. Depois de colocar o Brasil Econômico em circulação, o grupo comprou os jornais O Dia, Meia Hora e Marca Brasil. Na ocasião, a empresa distribuiu um comunicado no qual ressaltava que, com as compras, se consolidava como o "terceiro maior grupo brasileiro de imprensa, com audiência diária de 3,5 milhões de pessoas".

Oito meses depois dessas compras, o Meia Hora foi fechado. Alguns outros projetos do Ongoing no ramo jornalístico, como o de abertura de um jornal em Brasília, foram abandonados pelos portugueses, aparentemente abalados pela crise financeira europeia.

Há um ano. Segundo fontes, interessados pela compra do iG não faltaram. Há pelo menos um ano fala-se sobre a possibilidade do negócio. Além do Ongoing, o grupo Yahoo, a gaúcha RBS e até o UOL já foram citados como interessados na aquisição.

Funcionários do iG dizem, no entanto, que os rumores sobre a venda nunca foram tão intensos quanto ontem. A informação que circula nos corredores é de que até, no máximo, a próxima quarta-feira, o novo dono do portal será anunciado pela Oi.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.