Portuqueses investem cinco vezes menos no Brasil em 2005

As empresas portuguesas investiram no Brasil no primeiro semestre deste ano 52 milhões de dólares (42,6 milhões de euros), quase cinco vezes menos do que em igual período no ano passado, disse hoje fonte do Banco Central brasileiro. O maior volume dos investimentos - 38 milhões de dólares (31 milhões de euros) - entrou no Brasil por meio de operações abaixo de 1 milhão de dólares, que não são detalhadas pelo BC. Outros 12 milhões de dólares (9,8 milhões de euros) foram aplicados no setor de "Serviços" e 2 milhões de dólares (1,6 milhões de euros) na área de "Agricultura e pecuária".O ingresso de recursos provenientes de Portugal este ano é 200 milhões de dólares menos que no mesmo período de 2004, quando as empresas portuguesas investiram no Brasil 252 milhões de dólares. O valor representa apenas 0,7 por cento do total de investimentos diretos estrangeiros (IDE) no Brasil este ano, que ascende a 7,7 mil milhões de dólares (6,3 mil milhões de euros).Maiores investidoresPortugal encontra-se atualmente na vigésima posição no ranking dos maiores investidores estrangeiros no Brasil em 2005. Em primeiro lugar encontram-se os Estados Unidos (1,9 mil milhões de dólares), seguidos pelos Países Baixos (1,5 mil milhões de dólares), Bélgica (651 milhões), Espanha (488 milhões) e Canadá (460 milhões).Em junho, os portugueses aplicaram 12 milhões de dólares (9,8 milhões de euros) no Brasil. Deste total, dois milhões de dólares (1,6 milhões de euros) são da Adial Pecuária e Administração de Imóveis e outros dois milhões de dólares da Iven S/A, uma das empresas que compõem os ativos da holding Energias do Brasil. O restante refere-se a pequenas operações que não são discriminadas pelo BC por serem inferiores a 1 milhão de dólares.A projeção do BC para o fluxo total de IDE no Brasil este ano é de 16 mil milhões de euros (13,1 mil milhões de euros).

Agencia Estado,

02 de agosto de 2005 | 13h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.