Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Positivo demite cerca de 10% de seus funcionários

Ante a competição crescente das empresas internacionais, a maior fabricante de computadores do Brasil corta postos de trabalho

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

A Positivo Informática, maior fabricante de computadores do Brasil, iniciou esta semana uma série de demissões. As primeiras informações são de que 600 funcionários efetivos perderão o emprego. As rescisões homologadas pelo sindicato devem se estender até amanhã, quando será possível saber o número exato. Em relação aos temporários, o sindicato não tem controle.

Sediada em Curitiba, a Positivo, que viu os lucros despencarem no terceiro trimestre do ano, divulgou apenas uma frase, por meio da assessoria de imprensa: "O processo de reestruturação e demissão por conta da sazonalidade foi concluído". Não foi dado qualquer outro detalhe sobre o total de demitidos.

A assessoria de imprensa do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Aparelhos Elétricos, Eletrônicos e Similares (Seletroar) disse que as demissões neste período do ano não chegam a surpreender, em razão de que muitas empresas, entre elas a de computação, obedecem à sazonalidade, concentrando a produção no período imediatamente anterior ao fim do ano.

No entanto, como a empresa até então não havia se pronunciado, até mesmo o sindicato suspeitava que a Positivo poderia se aproveitar da sazonalidade para fazer uma reestruturação interna e se adaptar às novas exigências do mercado.

A direção do sindicato não soube precisar quantos funcionários efetivamente serão demitidos. Um comentário circulou ontem, no sindicato, de que a empresa havia recuado na intenção de demitir 180 pessoas, em razão de novos pedidos que teriam chegado nos últimos dias. Mesmo assim, o corte superaria o número de 400 empregados.

De acordo com o Seletroar, no ano passado, neste mesmo período, também foram demitidos aproximadamente 600 funcionários, mas o número incluía efetivos e temporários. A empresa tem cerca de 6 mil funcionários.

O sindicato está homologando todas as rescisões de funcionários efetivos para que eles possam receber os benefícios acordados com a empresa. Todos receberão uma cesta básica no valor de R$ 120, terão a antecipação do pagamento da Participação nos Lucros e Resultados (PLR), o que representa R$ 250, além de duas parcelas de R$ 120 como prêmio por assiduidade, o que só seria concedido a quem estivesse na empresa até o dia 31 de dezembro.

A Positivo também teria contratado uma empresa de recursos humanos para oferecer consultoria visando à recolocação no mercado. O sindicato acredita que a maioria conseguirá novo emprego.

Resultado. No terceiro trimestre de 2010, a Positivo registrou uma queda de 74% no lucro líquido em relação ao mesmo período do ano passado, caindo de R$ 59,1 milhões para R$ 15,3 milhões.

A queda no lucro aconteceu apesar de a empresa ter declarado que obteve o segundo melhor trimestre em vendas, com 521,8 mil computadores. Na época, a Positivo afirmou que isso refletia a grande competição estabelecida no setor.

No fim de novembro, após notícias sobre demissão de gerentes e diretores, a empresa divulgou uma nota em que dizia que "o segmento de computadores é regido pela sazonalidade do varejo, cujo ápice se dá no último trimestre do ano, com as vendas para o Natal. Concluído o abastecimento de computadores para esse período, a Positivo Informática realiza adequações necessários em sua capacidade produtiva".

A empresa acrescentou, ainda, que, em razão de mudanças no mercado, estava "ajustando seus processos internos e de estrutura como parte da estratégia para manter-se competitiva".

A Positivo tem enfrentado concorrência forte dos rivais internacionais, principalmente no segmento de notebooks, o que teria sido um dos motivos para essa reestruturação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.