Possível benefício ilegal à Bombardier preocupa Embraer

O presidente da Embraer, Maurício Botelho, durante entrevista ao programa Roda Viva, da "TV Cultura", disse que a empresa canadense Bombardier, concorrente direta da empresa brasileira no ramo dos jatos regionais, pode estar obtendo benefícios ilegais para o desenvolvimento de uma nova família de jatos."Nós construímos a estrutura financeira de US$ 1 bilhão totalmente com base de mercado", afirmou Botelho. "Já o nosso competidor fala em desenvolver dois aviões e conta com pelo menos US$ 700 milhões de financiamento direto de seu governo, além de rumores de que o Reino Unido estaria alocando US$ 350 milhões de apoio ao desenvolvimento desse produto."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.