Postos de venda de botijões venderão mais de uma marca

O Diário Oficial da União (DOU) publicou a nova portaria que regula a revenda de gás de cozinha no Brasil. O texto não difere muito do proposto inicialmente pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e mantém, como principal mudança, a instituição do conceito de multi-bandeira na revenda - os postos de venda de botijões poderão comercializar mais de uma marca, ao contrário do que ocorria até então. A mudança desagradou às distribuidoras, que protestam contra a liberação para que cada ponto de venda se declare representante de distribuidoras. "Pode privilegiar a picaretagem sem trazer nenhum benefício para o consumidor", reclamou o superintendente executivo do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (GLP, o gás de cozinha), Sérgio Bandeira de Mello. O objetivo do governo é aumentar a competição no setor, permitindo aos revendedores que escolham a fonte de fornecimento, e, assim, reduzir o preço do botijão. Para os revendedores, porém, haverá mudanças significativas no setor, que põem fim à exclusividade dos distribuidores na escolha dos pontos de revenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.