Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Pouco mais da metade das promoções de Black Friday são confiáveis

Enquanto isso, apenas 7,8% dos anúncios publicados na Promobit têm os melhores preços dos últimos seis meses

Felipe Siqueira, O Estado de S.Paulo

23 Novembro 2018 | 22h47

Em anúncios compilados no dia da Black Friday, nesta sexta-feira, dia 23, pouco mais da metade são considerados confiáveis e vantajosos (52%). Isto quer dizer que a cada mil anúncios compartilhados, 480 são prejudiciais. O tráfego, até as 19h desta sexta, foi de 2299 ofertas, sendo que as bloqueadas foram 817. 

Os dados são resultado de levantamento publicado com exclusividade pelo Estado da Promobit. A plataforma, que reúne anúncios da Black Friday, considera como aprovados as publicações que representam ganhos reais ao consumidor. Os prejudiciais são ofertas bloqueadas, por serem fraudes ou não terem vantagem para o cliente, e duplicadas, que aparecem mais de uma vez. 

A startup informa, ainda, pelo levantamento, que apenas 7,8% do que rodou no app são TOP ofertas, ou seja, produtos com os melhores preços nos últimos seis meses. Isto aponta que, dos 2299 anúncios realizados, 2120 tiveram épocas melhores para se comprar nos últimos 120 dias. 

Além disso, alguns setores desapontaram no quesito ofertas, como smartphones e games, que envolvem consoles e jogos. Este resultado negativo para 2018 tem relação, segundo a empresa, com cenário de grandes do varejistas que estão em situação financeira difícil, como são os casos da Saraiva, Livraria Cultura e Ricardo Eletro. Essas empresas, em outras edições do evento, eram responsáveis por parte considerável  das ofertas. 

Porém, mesmo com um número menor que o esperado para os celulares, o segmento foi o mais pesquisado nesta data e o mais ofertado. Em buscas, os smartphones foram seguidos de TV's, PlayStation 4, da Sony, Xbox, da Microsoft e Kindle, da Amazon. Já os itens com mais ofertas publicadas depois da tecnologia móvel foram tênis, TV's, passagens aéreas e notebook's. "Smartphones, geralmente, despertam mais interesse por parte dos consumidores", explica o editor de conteúdo da Promobit, Willian Oliveira. 

Acesso liberado

O Estado vai liberar aos leitores todo o conteúdo de seu portal durante a edição da Black Friday de 2018, que acontece no dia 23 de novembro. A cobertura especial vai começar na meia-noite do dia 23 e permanecerá até 0h01 de 24 de novembro.

Os leitores vão contar com cobertura em tempo real, transmissões ao vivo dos repórteres da editoria de economia e informações exclusivas desta que é a principal temporada de compras do ano no Brasil, atrás apenas do Natal.

Mais conteúdo sobre:
Black FridayvarejoPromobit

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.