Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Poupança tem captação positiva de R$ 3,2 bi em agosto

No ano, caderneta já contabiliza captação líquida de R$ 15,534 bilhões; total de depósitos é recorde

Gustavo Freire, Agência Estado

06 de setembro de 2007 | 11h41

A caderneta de poupança teve em agosto uma captação líquida positiva de R$ 3,253 bilhões, de acordo com informação divulgada nesta quinta-feira, 6, pelo Banco Central (BC). O valor veio abaixo dos R$ 3,508 bilhões de julho, mas foi melhor que o de agosto do ano passado, quando a poupança teve uma perda de aplicações de R$ 319,109 milhões. No ano, a poupança já contabiliza uma captação líquida positiva de R$ 15,534 bilhões. Em agosto, o total de depósitos em poupança alcançou a marca dos R$ 92,794 bilhões e superou o recorde de R$ 88,906 bilhões de julho. Os saques da poupança também cresceram no mês passado e chegaram aos R$ 89,541 bilhões. O valor também ultrapassou o montante inédito de R$ 85,398 bilhões de saques feitos ao longo de julho.  Os rendimentos creditados nas contas de poupança, em contrapartida, recuaram de R$ 3,508 bilhões de julho para R$ 3,253 bilhões no mês passado. Com as variações, o estoque total de aplicações em poupança avançou em agosto contra julho de R$ 208,298 bilhões para R$ 212,762 bilhões. No ano, o saldo dos investimentos em poupança acumula um crescimento de R$ 24,826 bilhões. No final de 2006, o saldo das aplicações em poupança estava em R$ 187,935 bilhões.  Pelas normas do BC, os bancos são obrigados a aplicar 65% do estoque total das aplicações em poupança em financiamentos para o setor habitacional.

Tudo o que sabemos sobre:
Poupança

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.