Prazo do crédito à pessoa física é o maior desde 2000

O prazo médio das operações de crédito de pessoas físicas chegou a 575 dias em junho, o maior da série histórica do Banco Central (BC), iniciada em junho de 2000. A informação foi dada pelo chefe do Departamento Econômico da autoridade monetária, Túlio Maciel.

EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

27 de julho de 2011 | 13h08

No entanto, ressaltou ele, o resultado inédito não representa uma melhora nas condições das operações, mas sim uma migração maior dos tomadores de modalidades de prazos mais curtos para modalidades com prazos mais alongados.

"Podemos verificar um processo de alongamento dos prazos desde dezembro de 2009, que foi interrompido no começo deste ano pelo efeito das medidas macroprudenciais tomadas pelo governo", afirmou Maciel. "Em junho foi observado um retorno do aumento dos prazos na média do sistema, mas isso reflete mudanças na composição das operações, e não nas condições", concluiu.

Tudo o que sabemos sobre:
créditoprazopessoa físicaBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.