Pré-pagos não cadastrados começam a ser bloqueados

Cerca de 500 mil celulares pré-pagos começaram a ser bloqueados ontem no Estado de São Paulo pelas operadoras Telesp Celular, BCP e Tess. A medida atende a determinação do governo do Estado e vale para os celulares que não foram cadastrados por seus titulares até 20 de julho. Apesar do fim do prazo, as operadoras, com autorização do governo, continuam a receber o cadastramento. Ao dar essa chance, o governo diz que o objetivo principal é permitir que os titulares cadastrem os seus aparelhos. Até ontem, dos cerca de 6,1 milhões de celulares pré-pagos das três operadoras, 5,6 milhões tinham sido cadastrados. O bloqueio dos aparelhos não cadastrados será feito em lotes diários. Ontem, as três operadoras bloquearam 25 mil celulares: 10 mil da Telesp Celular, 10 mil da BCP e 5 mil da Tess. Com o bloqueio, os aparelhos deixam de receber e fazer ligações. Além disso, quem ainda não se cadastrou fica sujeito a multa de R$ 10,52 a R$ 105,20. A obrigação do cadastramento, que começou a vigorar em fevereiro, foi adotada como uma tentativa de reduzir os índices de criminalidade. O prazo inicial terminou em 19 de maio e foi prorrogado até 20 de julho. Os aparelhos da Telesp Celular podem ser cadastrados pelos telefones 5000 e 011.96965000 ou no site (veja link abaixo). Na Tess o número é 9668 ou no site (veja link abaixo). Na BCP os números são o 611 e 55096955.

Agencia Estado,

30 de julho de 2002 | 16h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.