Preço ao consumidor sobe em novembro no Reino Unido

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) subiu mais do que o esperado em novembro, refletindo alta nos preços de energia, mas a taxa permanece abaixo da meta do Banco da Inglaterra. O índice saltou 1,9% em novembro, em termos anuais, de 1,5% em outubro, superando a previsão dos economistas de aumento de 1,7%. Em comparação a outubro, o índice avançou 0,3%, após aumento de 0,2% em outubro. A previsão era de alta de 0,1% do CPI em novembro em relação a outubro. O Banco da Inglaterra tem como meta a taxa de inflação a 2% e prevê que subirá para cerca de 3% no começo do ano que vem.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

15 de dezembro de 2009 | 08h21

O núcleo do CPI subiu 1,9% em novembro ante novembro do ano passado e avançou 0,2% em relação a outubro. O índice de preços no varejo, tradicionalmente usado como referência para remuneração dos trabalhadores, foi ao território positivo pela primeira vez desde janeiro deste ano. O índice RPI, na sigla em inglês, avançou 0,3% em novembro em relação a novembro do ano passado e subiu 0,3% ante outubro. Economistas esperavam que os preços no varejo subissem 0,2%, em base mensal e anual. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.