Preço da cesta básica recua em 15 capitais, aponta Dieese

As despesas com a alimentação básica apresentaram recuo em 15 das 16 capitais do País, nas quais o Dieese realiza mensalmente a sua Pesquisa Nacional da Cesta Básica. A única cidade em que se verificou aumento, de 1,38% no custo da cesta básica, para R$ 138,44, foi em Aracaju, localidade que em julho havia mostrado a maior queda, de 9,95%. Dentre as cidades em que a cesta básica teve seu preço reduzido, os destaques ficaram por conta de Recife (-9,30%), Belém (-5,73%), Rio de Janeiro (-4,19%) e João Pessoa (-4,03%). De acordo com o levantamento dsto pelo Dieese, a cesta dos alimentos básicos de Porto Alegre manteve-se mais uma vez como a mais cara do País. Mesmo tendo recuado 2,68% na comparação com julho, seu valor fechou em R$ 161,77, superando São Paulo, onde o trabalhador para comprar o essencial para se alimentar gasta, em média, R$ 158,34. Os menores custos foram apurados em Recife, R$ 124,65; João Pessoa, R$ 126,34 e Fortaleza, R$ 128,15. Resultados acumuladosConsiderando o resultado acumulado no ano, até agosto, os gastos com a alimentação básica registra queda em nove capitais do País. Os recuos mais significativos foram apurados nas cidades de Belo Horizonte (-6,04%), Belém (-2,87%) e Curitiba (-2,61%). No mesmo período, foram verificadas altas no preço da cesta básica em sete capitais. As mais expressivas foram em cidades do Nordeste. Em Fortaleza (7,34%), Natal (4,86%), João Pessoa (4,60%) e Salvador (4,18%). Em 12 meses, período entre setembro de 2002 e agosto último, todas as localidades apresentaram elevação no custo da cesta básica. Mas em apenas duas o aumento supera 20% concedido, este ano, ao salário mínimo. As duas cidades são Brasília (22,06%) e Salvador (21,72%). As menores altas foram percebidas em Belém (9,25%), Vitória (11,73%) e Fortaleza (11,87%).

Agencia Estado,

02 de setembro de 2003 | 16h58

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.