Preço da cesta básica subiu 1,95%

Os preços da cesta de 35 produtos alimentícios de grande consumo acompanhados mensalmente pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras) subiram 1,95% em agosto, comparado a julho. Foi o terceiro aumento consecutivo, depois de quedas em maio e abril. Apesar disso, o presidente da Abras, José Humberto Pires de Araújo, avalia que a tendência é de queda no índice de preços nos próximos meses.A variação de produtos agrícolas e ligados ao dólar motivaram o aumento de agosto. As maiores altas foram para os biscoitos (13,25%), farinha de trigo (11,03%) e óleo de soja (9,06%), que sofrem influência das oscilações do câmbio. No ano, o indicador de preços da Abras acumula alta de 1,23%. Araújo estima que neste mês o indicador deverá ficar em 1%, quase metade do anterior. "O indicador tende a cair significativamente." Ele diz que a fase de repasse de aumentos deve se reduzir e acredita que o dólar cairá até o fim do ano. Além disso, o preço de referência nas negociações da indústria com o varejo está em torno de R$ 2,80.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.