Preço da cesta básica tem queda de 1,86% em SP

A cesta básica do paulistano apresentou queda de 1,86% na primeira semana de setembro. O valor é resultado da pesquisa diária da Fundação Procon-SP, órgão de defesa do consumidor ligado ao governo estadual, em convênio com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Econômicos (Dieese). O preço médio, que no dia 29 de agosto de 2002 era R$ 169,62, passou para R$ 166,47 no dia 5 de setembro.Dos 31 produtos pesquisados nesta semana, oito apresentaram alta, 20 diminuíram de preço e três permaneceram estáveis. Neste período, os produtos que apresentou maior alta nos preços foram: o quilo do alho (3,32%); o tubo de 90 gramas do creme dental (3,23%); o pacote de cinco quilos do arroz tipo 2 (2,52%); a lata de 900 ml do óleo de soja (2,30%); e o quilo do frango resfriado inteiro (2,27%). Já os produtos que apresentaram as maiores quedas nos preços foram: o pacote de 4 unidades do papel higiênico fino branco (-14,05%); o pacote de 10 unidades do absorvente aderente (-7,87%); o desodorante spray (-6,06%); o pacote de 50 gramas do macarrão com ovos (-5,17%); e o açúcar refinado (-4,99%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.