Preço de alimentos nos EUA tem maior alta em abril desde 1990

Índice de preços ao consumidor no país sobe 0,2% em abril, ante 0,3% em março; alimentos avançam 0,9%

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

14 de maio de 2008 | 09h40

O índice de preços ao consumidor nos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) subiu 0,2% em abril, de 0,3% em março. Em relação a abril do ano passado, o CPI subiu 3,9% no mês passado. Os preços dos alimentos avançaram 0,9% em abril, a maior elevação desde 1990, e 5,1% acima do mesmo mês do ano passado. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 14, pelo Departamento de Trabalho dos EUA.  Veja também: Entenda a crise dos alimentos Cronologia da crise financeira  Entenda a crise nos Estados Unidos  A elevação do índice ocorreu em linha com a previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones, que estimavam aumento de 0,2%. Já o núcleo do CPI, que exclui as variações de preços de alimentos e energia, avançou 0,1% em abril, de 0,2% em março. Na comparação com abril de 2007, o núcleo do CPI teve alta de 2,3% no mês passado. Os preços de energia ficaram praticamente estáveis em abril, após alta de 1,9% em março. Os preços da gasolina caíram 2% em abril e os preços do gás natural saltaram 4,8%.  Já os preços envolvendo o setor imobiliário, que respondem por cerca de 40% do CPI, avançaram 0,3%. Os preços dos aluguéis subiram 0,3% e o preço do aluguel equivalente, valor de mercado do aluguel de um imóvel que está ocupado por seu proprietário, avançou 0,2%.  Renda  A renda média real dos assalariados dos EUA recuou 0,5% em abril, ajustado pela inflação, após alta de 0,3% em março, informou o Departamento de Trabalho. A renda média por hora avançou 0,1% em abril, comparado a um aumento de 0,3% no mês anterior. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
InflaçãoalimentosEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.