Preço de carros volta a subir

Apesar do fraco desempenho das vendas de veículos, que continuam abaixo dos resultados de 2001, embora tenham melhorado em relação a julho, as montadoras estão reajustando os preços. Volkswagen e Fiat anunciaram ontem aumentos médios de 1,2% a 1,7%, enquanto a General Motors dará reajustes de 1% a 3% durante o mês. O aumento anula o benefício obtido com a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os carros populares no mês passado. O imposto para esses modelos caiu de 10% para 9%. Para os modelos não populares o índice baixou de 25% para 16%. Com a redução, as vendas de modelos acima de mil cilindradas cresceram 37,6% em relação a julho. Já os populares tiveram redução de 6,35%. Foram vendidos 31.708 carros com motor acima de mil cilindradas até 2 mil cilindradas e 68.510 com motor 1.0. Entre carros e comerciais leves, as vendas somaram 121,2 mil unidades, 3,39% a mais que em julho. No acumulado do ano, entretanto, somam 905,6 mil veículos, uma queda de 13,5% ante 2001, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos (Fenabrave).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.