finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Preço de TVs subirá até 5% no fim do ano, diz Eletros

A Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros) informou nesta terça-feira que os televisores chegarão aos consumidores neste final de ano entre 3% e 5% mais caros. Em comunicado, a entidade atribuiu o aumento dos preços à redução da escala de produção, ao aumento do custo de fretes e à redução na oferta mundial dos cinescópios tradicionais, além do custo do investimento realizado pelos fabricantes anteriormente."Devido à rápida substituição dos televisores convencionais por aparelhos de plasma e LCD nos mercados maduros, como Estados Unidos, Europa e Japão, muitos fabricantes de cinescópios tradicionais fecharam fábricas, e a oferta do produto caiu fortemente", explica Paulo Saab, presidente da Eletros. No Brasil, ao contrário, as vendas ainda estão muito concentradas nos aparelhos tradicionais. Além disso, por conta das condições precárias das estradas que trazem os produtos do Norte do País, há expectativa de reajuste dos fretes entre outubro e novembro.Segundo levantamento da Eletros, os preços dos televisores recuaram 15,26% de janeiro a setembro deste ano ante o final do ano passado. Em 2005, os preços desses produtos já haviam recuado 16,09%.

Agencia Estado,

10 de outubro de 2006 | 17h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.