Preço do açúcar cai com expectativa de oferta maior

Cenário: Paula Moura

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2012 | 02h08

Os preços futuros do açúcar caíram ontem na Bolsa de Nova York, mais uma vez pressionados pela expectativa de oferta ampla neste ciclo. Na segunda-feira, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) deve divulgar os dados de moagem da primeira quinzena de novembro no Centro-Sul do Brasil. As usinas brasileiras vêm acelerando o processamento da cana para compensar o atraso provocado pelas chuvas no início da temporada. No último relatório, que trazia dados até outubro, a moagem nesta safra estava apenas 1% atrás da do ano passado. Além do maior volume de açúcar brasileiro disponível, países da Ásia estão realizando suas colheitas, elevando a oferta da commodity.

Ao mesmo tempo, o banco Barclays estimou que as importações da China, importante consumidor mundial, cresceram apenas 1% no último mês. A instituição financeira prevê que o interesse chinês por compras continue baixo, pois a safra 2012/13 de cana-de-açúcar do país "parece boa devido ao clima favorável e aumento da área plantada."

Na bolsa de Chicago, a soja subiu 0,75%. Exportações de óleo de soja dos Estados Unidos maiores do que as esperadas e preocupações com o excesso de umidade nas lavouras da Argentina deram suporte aos preços. O milho subiu 0,60% e o trigo, 0,20%, sustentados por vendas significativas dos EUA para o exterior depois de várias semanas de interesse fraco dos compradores.

As duas bolsas registraram menos negócios ontem com horário reduzido após o feriado na quinta-feira nos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.