Preço do álcool recua pela 2ª semana nas usinas paulistas

Pela segunda semana consecutiva, o preço do álcool combustível recuou nas usinas paulistas. O valor médio do litro do hidratado caiu 1,31% e o do anidro ficou praticamente estável, com queda de 0,09% nas unidades produtoras entre segunda e sexta-feira, de acordo do levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/USP). O litro do hidratado, utilizado nos veículos a álcool e flexfuel, foi vendido, em média, a R$ 0,84394 nas usinas nesta semana, ante R$ 0,85517 na semana passada. Já o preço do anidro, misturado em 23% à gasolina, foi de R$ 0,87458 para R$ 0,87382.Pesquisadores do Cepea/USP informaram que nesta semana a demanda foi estável em comparação a da semana passada. No entanto, algumas usinas que ficaram fora do mercado na última semana passaram a ofertar o combustível, o que teria provocado o pequeno recuo no preço.Os valores médios do litro álcool ainda são bem menores do que os verificados em igual período do ano passado nas usinas de São Paulo, que respondem por 65% de todo o combustível feito da cana no País. Na terceira semana de janeiro de 2006, o valor médio do litro do álcool hidratado era cotado a R$ 1,0117, ou seja, hoje ele é 16,58% mais baixo. Já o preço médio do álcool anidro, no mesmo período do ano passado, valia R$ 1,0213, e atualmente é 14,44% menor.No entanto, os valores do litro do álcool no início do ano passado foram limitados ao máximo de R$ 1,05 por meio de um acordo entre usineiros e o governo federal firmado em um encontro em Brasília (DF). O acordo foi um fracasso porque a demanda era maior que a oferta, as exportações cresceram e, entre fevereiro e abril do ano passado, os preços do combustível dispararam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.